Tratando a caspa

Heeey, moVidas, tudo bem?

Hoje tem coluna Você Saudável falando sobre caspas, vem comigo!

A caspa é uma disfunção que afeta muitas pessoas. É um transtorno que gera incômodos e constrangimentos, pois ninguém gosta de ter aqueles flocos brancos caindo pelo ombro, não é?
A caspa se dá pela manifestação de um fungo chamado malassezia, esse fungo causa uma inflamação, e o couro acaba tendo uma resposta a isso em forma de descamação. A caspa pode suceder em razão de fatores externos, como umidade, quedas repentinas de temperatura, banhos excessivos com água quente, e alguns produtos inadequados. Ela também pode acontecer, por causa de fatores internos como, ansiedade, estresse, má alimentação ou em decorrência de uma alteração hormonal.

Há dois tipos e causas diferentes de caspas

Caspa Seca

PITIRIASIS-SIMPLEX

É a mais recorrente,  devido à renovação celular que acontece no couro cabeludo. Por conta da proliferação do fungo, nesse processo, ocorre um ressecamento que provoca um descolamento. Geralmente é pequena e apresenta coloração branca.

Caspa Oleosa

dermatite-seborreia

Também conhecida como dermatite seborreica, a caspa oleosa surge, como consequência da produção exagerada de sebo (óleo) no couro cabeludo, através da glândula sebácea. É uma caspa com processo inflamatório e manifesta um aspecto avermelhado. Ela não descama com tanta facilidade como a seca e pode ser bem comum aparecer em outras áreas do corpo, como, orelhas, canto do nariz, no rosto e nas dobras de pele também.

Tratamentos


Não há, até o momento, uma cura para a caspa, mas há alguns tratamentos no mercado e formas de controle. Shampoos anticaspas e antifúngicos são os mais indicados para tratá-las, porém,  o ideal é procurar um profissional dermatologista que poderá indicar um que te atenda de forma mais eficaz. Muitas vezes, os shampoos que são vendidos em estabelecimentos não têm alguma composição que seria  recomendada para o seu caso específico, muitas vezes sendo necessária uma intervenção com o uso de corticoides.

Cuidar da alimentação é fundamental para ajudar na renovação adequada das células e no controle de oleosidade,. Procure não tomar banho com a água quente demais e higienizar os cabelos sempre que houver transpiração excessiva no couro, em casos de atividades físicas, por exemplo, pois o suor pode gerar irritação. Procure não coçar com as unhas. Caso haja coceira forte, massageie seu couro com as pontas dos dedos e procure um dermatologista para tratar.

Por hoje é isso, minhas lindas. Espero que tenham gostado da matéria e caso tenham alguma dúvida, podem me contar nos comentários!

Um beijão!♥

Comentem aqui o que vocês acharam e sugestões para os próximos posts.